Connect with us

Perseguição Religiosa

Casal cristão é liberto na Somalilândia

Desde 2019, a Somália ocupa o 3º lugar na Lista Mundial da Perseguição (LMP), onde a perseguição ocorre em nível extremo e a violência contra os seguidores de Jesus é muito alta. O país encontra dificuldades para centralizar o governo, já que muitos clãs e milícias competem entre si, pressionando cada vez mais os cristãos.

Publicado há

em

Eles foram presos com materiais cristãos e agora estão em liberdade em um país seguro

A Portas Abertas noticiou que um casal foi preso na Somalilândia, após a polícia encontrar materiais cristãos na residência, onde viviam com os três filhos. Embora a Somalilândia tenha declarado independência em 1991, ainda pertence oficialmente à Somália, fazendo fronteira com Djibuti, Etiópia e com o estado da Puntlândia, um estado da Somália. A disseminação do evangelho na região é proibida e, os cristãos que a fizerem poderão enfrentar perseguição das autoridades, que encorajam os cidadãos a denunciarem os seguidores de Cristo.

Após a prisão, o casal compareceu ao tribunal do país por diversas vezes. As acusações feitas contra eles seriam julgadas em uma audiência no dia 24 de outubro. No entanto, o promotor pediu uma prorrogação de duas semanas para decidir como proceder. Mas no dia primeiro de novembro, o tribunal regional ordenou a deportação do casal.

Segundo o advogado dos cristãos, a decisão foi tomada após representantes do governo europeu debaterem o caso com o Ministério de Assuntos Religiosos. No dia 5 de novembro, o casal viajou para a Somália, juntamente com o filho mais novo. Esta semana, os três se mudaram para um país seguro, onde encontraram os dois filhos mais velhos. Agora, o casal vive em segurança com toda a família.

Desde 2019, a Somália ocupa o 3º lugar na Lista Mundial da Perseguição (LMP), onde a perseguição ocorre em nível extremo e a violência contra os seguidores de Jesus é muito alta. O país encontra dificuldades para centralizar o governo, já que muitos clãs e milícias competem entre si, pressionando cada vez mais os cristãos.

Pedidos de oração

  • Agradeça a Deus pela libertação do casal e interceda para que superem o trauma e tenham a fé fortalecida em Cristo.
  • Ore pelos cristãos na Somalilândia, para que o Senhor dê força e coragem para continuarem propagando a palavra, apesar da perseguição.
  • Clame para que Deus visite os governantes do país, para que tenham a vida transformada e passem a propagar o evangelho

FONTE: Portas Abertas

Pastor, Político, Pró-Vida, Pró-Família, Empreendedor, Comunicador, Presidente Fundador da Igreja Cenáculo - Ministério Nova Vida em Jesus, Presidente da Associação Brasileira de Ministros Evangélicos -ABRASME.ORG, foi Presidente do Partido Avante gestão 2018/2019, Presidente Municipal do Partido AGIR 36 gestão 2020/2023. Nas Eleições 2020, foi Candidato a Vice-Prefeito pelo antigo pela cidade de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, Paraná.

Continue Lendo
Clique e Comente

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Perseguição Religiosa

URGENTE: Pastor preso por mais de 1 ano no Laos é libertado

Published

on

Um pastor cristão preso por se recusar a interromper o culto no Laos, país do sudeste asiático, foi libertado depois de mais de um ano na prisão.

Fontes disseram à Radio Free Asia que o pastor Sithon Thippavong, 35, do distrito de Xonnaboury de Savannaket, foi libertado na sexta-feira passada, três dias depois que o Tribunal Popular Provincial o condenou sob a acusação de “interromper a unidade” e “criar desordem”.

Ele foi preso em 15 de março de 2020 por supostamente organizar serviços religiosos sem permissão das autoridades. Ele é pastor no distrito de Xonnaboury de Savannaket desde 2011.

“Ele foi condenado a um ano de prisão e multado em um total de 4 milhões de kip [cerca de US $ 426], com 2 milhões de kip pagos por cada acusação”, disse um funcionário do gabinete do promotor provincial sob condição de anonimato.

“Ele já cumpriu pouco mais de um ano de prisão, pelo qual foi libertado.”

De acordo com o órgão de vigilância da perseguição Open Doors USA, no Laos “as atividades cristãs são fortemente controladas pelas autoridades comunistas, incluindo as de igrejas registradas. Especialmente nas áreas rurais, as igrejas domésticas são forçadas a se reunir clandestinamente, pois são consideradas ‘reuniões ilegais’. A vida é difícil para os convertidos à fé cristã, que correm o risco de serem perseguidos por suas famílias e autoridades locais. Isso pode envolver danos materiais, confisco de bens e emissão de multas.

A oposição aumenta quando a família de um convertido ou as autoridades locais incitam a comunidade local contra ele, às vezes por meio de reuniões em aldeias locais ou buscando o apoio de líderes religiosos locais.

Foto: Radio Free Asia

Continue Lendo

Perseguição Religiosa

STF derruba obrigação de Bíblia em escolas e bibliotecas do Amazonas

Published

on

Num dia proíbem Igrejas abertas, no outro proíbem a Bíblia. A decisão de derrubada da obrigação foi unanime na corte, julgamento que terminou na segunda-feira (12).

O silêncio dos bons faz o grito dos maus se sobressair

Martin Luther king jr. – adaptação: anderson barbosa 13/04/2021

STF | O Plenário do Supremo Tribunal Federal decidiu, por unanimidade, derrubar artigos da lei do Amazonas que obrigava escolas e bibliotecas públicas estaduais a manterem ao menos um exemplar da Bíblia em seus acervos. A decisão unanime foi tomada em julgamento, feito através do plenário virtual da Suprema Corte, terminou na segunda-feira (12).

Leia mais no P l e n o . N e w s

STF derruba obrigação de Bíblia em escolas e bibliotecas do Amazonas | Foto: Pixabay

Leia também:

Continue Lendo

Perseguição Religiosa

Cidadania entra com mandado de segurança para derrubar decisão de Nunes Marques sobre cultos e missas

Published

on

O partido Cidadania impetrou um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) neste domingo (4) para derrubar a decisão de Kassio Nunes Marques que liberou a celebração de missas e cultos em todo o país.

A informação foi publicada no Twitter por Roberto Freire, presidente nacional da sigla. De acordo com ele, a decisão é equivocada e, se mantida, provocará aglomerações, atentando contra a saúde dos brasileiros.

Informações: Terça Livre

Continue Lendo

Perseguição Religiosa

Ataque de Lula as Igrejas causou inúmeras reações de Lideranças Religiosas. Assista!

Published

on

O presidiário, ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, acusou Igrejas de vender grão de feijão, insinuando que a venda seria para cura do Coronavírus. Imediatamente, várias lideranças evangélicas reagiram à fala do ex-presidente.

Líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, Apóstolo Valdemiro Santiago, além de criticar o ex-presidente fez também um revelação sobre Lula que ninguém sabia.

Assista:

Continue Lendo

Brasil

Pastor é detido por realizar culto a céu aberto no Maranhão

Na última terça-feira (10), o pastor Natanael Santos, da Assembleia de Deus, foi detido e levado para a delegacia, em Coroatá, no Maranhão, por realizar um culto em uma das ruas da cidade.

Published

on

O pastor Natanael Diogo Santos e uma pastora que cantava durante o culto a céu aberto ficaram detidos por cerca de uma hora e meia e depois foram liberados.

Na última terça-feira (10), o pastor Natanael Santos, da Assembleia de Deus, foi detido e levado para a delegacia, em Coroatá, no Maranhão, por realizar um culto em uma das ruas da cidade.

O culto estava sendo realizado nas proximidades do Fórum de Justiça do município, quando, segundo testemunhas, a juíza Anelise Nogueira Reginato, titular da 1ª Vara da Comarca de Coroatá, reclamou do volume da pregação e pediu ao pastor que diminuísse. Uma pastora também participava do culto, cantando.

Natanael atendeu ao pedido da juíza, porém ela alegou que que ele estava aumentando o som novamente e chamou a polícia para conduzir o pastor e a pastora à delegacia.

Após serem detidos a mando da juíza, os líderes evangélicos ficaram cerca de uma hora e meia detidos na delegacia e foram liberados, mas com ordem de retornar para prestar depoimento.

Em seu perfil do Instagram, o pastor Natanael publicou um vídeo comentando o ocorrido e mostrou que não está intimidado pela situação.

“Não devemos nos calar. Devemos continuar pregando o Evangelho, com convicção, autoridade e poder, aquilo que Cristo colocou em nossas mãos”, disse ele.

Repúdio

O ocorrido acabou gerando grande revolta entre cidadãos e autoridades de Coroatá, levando uma multidão às ruas para protestar por liberdade de expressão e de culto.

No dia seguinte ao episódio, a senadora Eliziane Gama (Cidadania) publicou um vídeo em suas redes sociais, informando que entrou com um pedido ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) para pedir o afastamento da juíza Anelise Nogueira.

A atitude da juíza também foi repudiada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que divulgou uma nota da Secretaria de Relações Institucionais, apoiando a Assembleia de Deus em Coroatá (MA).

A Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Maranhão também emitiu uma nota, repudiando a atitude da juíza e reafirmando a luta em favor da liberdade religiosa.

“A Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Estado do Maranhão – CEADEMA, na pessoa de seu Presidente, Pr. Pedro Aldi Damasceno, repudia veementemente o ato arbitrário e inconstitucional da Juíza da cidade de Coroatá-MA, em prender o Pastor Natanael Diogo, pastor ordenado por esta convenção, no total abuso de autoridade na noite de ontem”, diz parte da nota.

“A igreja em Coroatá, dirigida pelo mui digno Pastor Raimundo Bené da Silva, está mobilizada em oração. Pedimos, portanto, que os nossos irmãos no Brasil e especialmente no Maranhão, se unam a nós em oração, sabendo que do Senhor vem a vitória”, acrescenta. “Informamos que a CEADEMA está acompanhando a situação, direcionando, inclusive, advogados para as medidas legais, haja vista, um dos preceitos basilares da nossa constituição é a liberdade religiosa”.

A Assessoria de Comunicação da Corregedoria de Justiça do Maranhão informou que, após contato com a magistrada Anelise Reginato, não houve determinação judicial de prisão dos líderes evangélicos.

“Segundo informações da juíza, a Polícia, ao ser acionada, em razão da intensidade do som utilizado em evento realizado no meio de uma via pública, lavrou Termo Circunstanciado de Ocorrência – TCO contra os organizadores do evento. Portanto, a magistrada não determinou prisão de qualquer pessoa em razão de TCO, lavrado pela autoridade policial com base no artigo 42 da Lei de Contravenções Penais (3.688/41)”, diz a nota da assessoria.

Continue Lendo

Trending